Recomendações Pós-Transplante Pediátrico da Sociedade Americana de Transplantação - Vacinas

28 de março de 2008

1. Porque é que o meu filho precisa de vacinas?

As vacinas protegem a criança de contrair doenças graves. Algumas crianças com doenças renais poderão ter falhado alguma vacina, quer por estarem doentes na altura própria de as receber, ou por estarem a tomar medicações que inibem o sistema imunitário. Antes de um transplante, a criança deverá ter as suas vacinas em dia. É conveniente perguntar ao pediatra e à equipa de transplante quais são as vacinas que a criança necessita antes do transplante.

2. Quando se devem reinicar as vacinas após o transplante?

Depois do transplante, o seu filho irá tomar medicamentos que inibem o seu sistema imunitário, o que o impede de responder às vacinas. Pergunte ao médico nefrologista sobre a melhor altura para reiniciar as vacinas após o transplante. Este prazo poderá variar entre 3 e 9 meses sensivelmente, dependendo dos medicamentos que está a tomar.

3. Que vacinas é que o meu filho pode receber depois do transplante?

O seu filho NÃO deverá levar vacinas vivas, tais como:
• Varíola
• Sarampo
• Papeira
• Rubéola
• Poliomielite (vacina oral)
• Varicela (Alguns hospitais optam por permitir esta vacina após o transplante; confirme com o seu médico)

As vacinas que o seu filho PODE levar são as seguintes (mortas):

• Poliomielite (vacina injectável)
• Hepatite B
• Reforço de Tétano / Difteria
• Vacina da Gripe
• Pneumovax (vacina anti-pneumocócica)
• Hepatite A
• Teste de Tuberculina ou Teste de Mantoux (não se trata de uma vacina, mas de um teste para verificar se a criança esteve exposta à Tuberculose).

Confirme sempre com a sua equipa de transplante antes de dar alguma vacina ao seu filho.

4. E se planearmos uma viagem ao estrangeiro?

Se planear uma viagem a um qualquer país estrangeiro que exiga qualquer uma destas vacinas ou outras, desde que de vírus vivos, por favor contacte a equipa do transplante. É conveniente que lhe deêm um relatório que explique a situação do seu filho.

5. E se outras crianças da família forem vacinadas?

Outros membros da família não devem receber também a a vacina oral contra a poliomielite. Apenas é permitida a forma inactiva da vacina. Fale com o médico antes de dar a vacina da varicela a outros membros da família, uma vez que esta é feita de vírus vivos. Não existe perigo se outras crianças da família forem vacinadas contra o sarampo e/ou rubéola.

6. E se na escola houver outras crianças que tenham sido vacinadas com vírus vivos?

Fale com a educadora/professora sobre a situação do seu filho. Pergunte ao médico se o seu filho pode estar junto de outras crianças que tenham tomado a vacina oral da polio ou outras de vírus vivos.

Consulte aqui o Plano Nacional de Vacinação em Portugal.

Fonte: http://a-s-t.org/files/pdf/patient_education/english/AST-EdBroPEDKIDNEY-ENG.pdf

3 comentários:

Susana Carinhas disse...

Olá Bom Dia
O artigo sobre as vacinas de os transplantados devem e não devem tomar é muitíssimo importante e útil. No entanto, existe uma vacina que os transpantados NÃO DEVEM tomar, a vacina da gripe INFLOVAC (nomeadamente é administrada a pessoas com problemas respiratórios).
Esta vacina, que eu tomava, foi-me expressamente proibida pela equipa de médicos que me seguem!
Esta vacina aumenta a imunidade o que para os transplantados não é nada bom... :(

Vanda Ferreira disse...

Olá Susana.
O meu desde que foi transplantado sempre tomou a vacina da gripe e, Graças a Deus, nunca teve problemas. Não me recordo se é a Influvac ou a Estivac, mas os médicos sempre recomendaram. O que pode acontecer é que como têm o sistema imunitário mais fraco a vacina pode não surtir tanto efeito. De qualquer forma, tal como em tudo, cada um deve informar-se junto dos seus próprios médicos, porque as opiniões às vezes são diferentes.

Susana Carinhas disse...

Olá Vanda

Sim, realmente é muito importante que nos informemos junto dos nossos médicos, porque cada doente é um doente!
E não nos podemos esquecer que estamos a falar de crianças que reagem diferentemente de um adulto (que é o meu caso)!

Este fim de semana, tenciono mandar um sms ou telefonar para a Marta para ver como está o nosso mais recente heróizito! :) ;)