Injecções subcutâneas

3 de janeiro de 2008

Uma injecção subcutânea é dada na camada adiposa (de gordura) que existe mesmo por baixo da pele. Dão-se este tipo de injecções porque existem poucos vasos sanguíneos na camada adiposa e a medicação injectada pode ser absorvida mais lentamente. No casos das crianças insuficientes renais, é frequente precisarem de injecções subcutâneas de eritropoetina e de hormona de crescimento, as quais são geralmente administradas em casa.


De seguida apresentamos os locais do corpo onde é possível administrar injecções subcutâneas:

Legenda:

  1. Braço direito

  2. Braço esquerdo

  3. Lado direito do abdómen

  4. Lado esquerdo do abdómen

  5. Nádega esquerda

  6. Nádega direita

  7. Região inferior da coxa direita

  8. Região inferior da coxa esquerda

Como dar a injecção?

  1. Lavar as mãos.

  2. Preparar a medicação.

  3. Definir o local onde se vai dar a injecção. É extremamente importante rodar os locais de injecção, pois a repetição pode causar um endurecimento do tecido adiposo, o qual vai interferir com a absorção da medicação. Não se deve injectar em áreas queimadas, inflamadas, inchadas ou com algum tipo de lesão.

  4. Uma vez que a pele é a primeira defesa do organismo contra uma infecção, deve ser previamente desinfectada, antes da injecção.

  5. Segure na seringa como se fosse um lápis ou um dardo.

  6. Faça uma prega na pele com a outra mão.

  7. Insira a agulha com um ângulo de 90º. Este ângulo é importante para garantir que a medicação entra no tecido adiposo. No entanto, em crianças ou em pessoas com uma pequena camada adiposa, poder-se-á recomendar um ângulo de 45º.

  8. Assim que a agulha estiver completamente introduzida, liberte a prega da pele.

  9. Quando terminar a injecção, retire a agulha e pressione com uma compressa. Em alguns casos é recomendado massajar ligeiramente o local da injecção, deverá informar-se com o seu médico ou enfermeiro.

Fonte: http://www.cc.nih.gov/ccc/patient_education/pepubs/subq.pdf

3 comentários:

Susana Carinhas disse...

Estive que aprender a dar injecções em mim mesma quando tive que tomar Eritopoatina!
Não é muito díficil nós dar-mos a nós mesmos!
A mim faz-me confusão dar na barriga, por isso dava sempre ou nos braços ou nas pernas!

Muito bom e útil post!

Marta Campos disse...

Susana,

E dava com caneta ou seringa mesmo? Eu só aprendi a dar com caneta e era incapaz de dar com seringa. Antes do Miguel fazer com caneta íamos 3x por semana ao Centro de Saúde dar a eritropoetina!!

E não sei se alguma vez seria capaz de dar a mim mesma. Já pensei experimentar a EPO, mas sou demasiado medricas.... :)

bjs

Susana Carinhas disse...

Olá Marta

Com seringa! È difícil mas acabamo-nos por habituar...
Como diz o ditado, nós habituamo-nos até á pedra no sapato!

Não custa muito porque é dada em sítios com muita carne ou gosdura (caso da barriga, pernas...)