Primeiro-Ministro quer acesso gratuito e universal a células do cordão

22 de janeiro de 2009

Primeiro-ministro anunciou a criação, para breve, de um banco público que irá armazenar as células estaminais presentes no sangue do cordão umbilical, capazes de ajudar a tratar várias doenças. Até agora, criopreservar estas células só era possível a troco de, pelo menos, mil euros.

O processo subjacente à criopreservação das células estaminais do cordão umbilical é simples: na hora do parto, os médicos colhem o sangue do cordão, de onde são recolhidas as estaminais posteriormente congeladas.

Por cá, dezenas de milhares de pais já o fizeram, apesar dos custos, nunca inferiores a mil euros. Mas em breve, todos poderão fazê-lo sem gastar nada, a julgar pelas palavras de José Sócrates, que anunciou a criação de um banco público destas células.

A ideia é, justificou o primeiro-ministro, presente ontem no Parlamento, «garantir o acesso gratuito e universal às células criopreservadas por quem venha a precisar», dotando o País «com mais recursos para tratar de doenças graves».

Ler notícia: http://www.destak.pt/artigos.php?art=19428

3 comentários:

vera disse...

quero dar os parabéns pelo magnifico blog que é o vosso! bjs*

lucia disse...

Bom dia, sou mãe de uma linda menina de 3 meses, ela tem muitas malformações e nasceu com hidronefrose unilateral ontem ficou 8h sem fazer xixi mas depois fez o fluxo de urina vem diminuindo, a fralda já não enche muito que nem dantes ela quando faz xixi geme . Logo que ela começou a fazer xixi colhi o xixi e deixei no laboratório pois a pediatra já havia recomendado para fazer exames.Estou muito preocupada pois ela é uma menina especial para além desse problema ela tem colos toma, civil, hipocrisia do corpo caloso ,dos plasma do septo óptico. Peço a vossa ajuda como posso cuidar da minha menina. Bj sou moçambicana no continente africano.

lucia disse...

Hipoplasia do corpo caloso, CIV, Displasia do septo óptico