O que é uma biópsia renal?

15 de janeiro de 2009

  1. Quando é preciso de fazer uma biopsia renal?
    O seu médico pode recomendar uma biopsia renal para diagnosticar ou tratar a sua doença renal. Podemos saber muito a partir das análises à urina e ao sangue, no entanto, por vezes, estudando um bocadinho do rim, dá-nos informação muito útil, que não podemos obter de outra maneira.

  2. O que acontece durante uma biopsia renal?
    Dois médicos participam na biopsia. O nefrologista (mdico dos rins) faz a biopsia propriamente dita. O outro médico é o anestesista e dá ao paciente o medicamento para o ajudar a relaxar ou dormir, vigiando também o ritmo cardíaco, a pressão arterial e a respiração durante o procedimento. O paciente deita-se de barriga para baixo, com uma pequena enrolada debaixo de si (se tiver um transplante de rim, a biópsia é realizada de costas). Um médico ou enfermeiro colocam um cateter intravenoso (IV), um pequeno tubo que passa numa veia. O paciente recebe um medicamento para relaxar ou para dormir. O médico utiliza uma máquina de ecografias para visualizar os rins e para conduzir uma agulha fina num deles. Com a agulha, retira 1 a 3 bocadinhos do rim. O rim é aproximadamente do tamanho de um punho da mão. A biopsia dura apenas uns minutos. O médico coloca um penso no lugar onde passou a agulha. Não necessita de pontos.

  3. O que acontece depois da biopsia?
    O paciente desperta alguns minutos depois de a biopsia ser concluída. Os médicos e enfermeiros vigiam amiúde a pressão arterial, o ritmo cardíaco e a respiração. Terá que ficar deitado por umas horas. Deve passar a noite no hospital, mas já poderá comer e beber normalmente. A maioria dos pacientes sai do hospital no dia seguinte. A urina parecerá vermelha ou rosada no princípio, o que é normal. Regressa a cor amarela passado um ou dois dias.

  4. A biopsia dói?
    O médico coloca um creme ou um medicamento que adormece a pele na zona da picada. Muitas vezes, os médicos fazem a biopsia com anestesia, o que significa que o paciente fica a dormir durante o procedimento. Muitos pacientes dizem que se sentem um pouco doridos um ou dois dias depois da biopsia, mas geralmente o paracetamol é suficiente para se sentirem melhor.

  5. Quais são os riscos?
    Existe o risco de sangramento. Muito raramente os pacientes podem necessitar de uma transfusão de sangue, ou mesmo cirurgia para o sangramento. Para reduzir o risco, o médico costuma pedir umas análises ao sangue antes da biopsia. Também assegurará que o paciente não toma nenhum medicamento que aumente o risco de sangrar. Existe também o risco de infecção. Por isso, o médico utilizará equipamentos, batas e sapatos esterilizados, para reduzir este risco.

  6. Quais são os benefícios?
    O benefício de uma biopsia é obter mais informação sobre a doença que está a afectar os rins, o que ajuda o médico a decidir qual o melhor tratamento.

  7. Quais são as alternativas?
    Um cirurgião pode fazer uma biopsia aberta. Nesta operação, o cirurgião faz uma incisão e retira um bocadinho de rim.
    Ou então, um radiologista pode fazer uma biopsia usando uma tomografia computorizada (TAC). Este procedimento é muito parecido à biopsia guiada por ecografia, mas utiliza-se a tomografia para guiar a agulha.

  8. Como se sabem os resultados?
    O médico marcará uma consulta para discutir os resultados. Geralmente são necessários alguns dias para se obterem todos os resultados.

  9. Quando se deve chamar um médico?
    Chame rapidamente um médico se:
    Tiver dor e esta piorar;
    Não conseguir urinar;
    Tiver
    febre;
    A urina estiver a escurecer.

Fonte: http://kidneyweb.net/hm.htm

2 comentários:

Contabeis disse...

Obrigado pelas dicas

Anónimo disse...

Boa tarde ,na sexta feira passada eu fiz uma biópsia ao rim e hoje tenho muitas dores por dentro e sinto um desconforto. É normal?