Fármacos

25 de abril de 2007

A todos

Informa-me a Farmácia do HSJ que o complexo B em xarope disponível actualmente é o dos laboratórios BASI. Perfeitamente sobreponível ao Bécozyme.

Interpelei sobre o Trimetoprim e a Nitrofurantoína. O HSJ não pode fazer importação directa. Os fármacos deixaram de existir em suspensão. Como anda por aí o princípio activo fazem-se os manipulados... Acho bem falarmos ao Infarmed.

Sobre o Resource. É o Infarmed que negoceia os preços com os laboratórios. Será que comparam antes? Duvido. Temos que os alertar. Alguém guardou facturas?

Já agora. Como fazem com o bicarbonato de sódio?

3 comentários:

Marta Campos disse...

Profª. Helena,

Fiquei muito satisfeita com a notícia do xarope que substitui o Becozyme. Para quem possa estar interessado, aqui está o link para o produto: http://www.basi.pt/site/home/index.php?pag=complexob

Quanto aos manipulados, actualmente já não fazemos nenhum. O Miguel já fez trimetoprim, bicarbonato de sódio e cloreto de sódio. No início, comprávamos tudo na farmácia do hospital e não era manipulado. A partir de certa altura, a farmácia deixou de poder vender (questões de concorrência) e passámos a ter que comprar numa farmácia normal, mais caro e manipulado!!! O que não faz sentido nenhum!!! Além de que o serviço era péssimo, as coisas nunca estavam prontas quando combinado e via-se falta de vontade em preparar os manipulados... Já para não falar do facto de muito poucas farmácias disporem deste serviço!

Quanto ao Resource, não usamos. Usamos o Fantomalt, que penso que é ligeiramente mais barato, mas mesmo assim, pouco acessível a muitas bolsas. :(

Hermínia Moutinho disse...

Profª. Helena Jardim,

É realmente uma excelente notícia, que ansiamos há aproximadamente 8 meses, pois a subsituição que estamos a fazer ao Duarte é com comprimidos revestidos, que têm que ser divididos, adquirindo um paladar extremamente amargo, levando frequentemente o Duarte a vómitos.
Relativamente ao Trimetroprim, o Duarte já não faz há cerca de um ano, mas quando fazia era adquirido na farmácia do Hospital tendo sido por vezes necessário adquirir em farmácia normal, manipulado, a preços bastante elevados.

Quanto ao Resource, tivemos que trocar por Fantomalt que é um pouco mais barato, ou melhor, um pouco menos caro, mas no início usavamos o Resource (até porque tem uma ligeira diferença no paladar e o Duarte preferia este último) e tenho pelo menos uma factura que poderá ser utilizada para o fim que propõe.

Vanda Ferreira disse...

Prof. Helena,
Obrigada, uma vez mais, pelo seu enorme esforço de sensibilização e alerta destas questões junto do seu Hospital. Foi assim que já conseguiu algumas "vitórias"..
Vamos colocar o post sobre o preço destes medicamentos e vamos alertar o Infarmed, a ANF e o ministério da saúde. Estas situações são inadmissíveis.
O Gonçalo já não toma nenhum destes medicamentos, mas eu bem me lembro do $$ que gastamos a fazer medicamentos manipulados e sobretudo no Resource/dextrinomaltose, até descobrirmos o seu preço mesmo aqui ao lado ao atravessar a fronteira. Quanto às facturas, nós arranjamos.
Bjs.